Amizades masculinas

Outro dia li um artigo sobre homossexualidade que dizia que a homossexualidade entre as mulheres era mais fácil de ser dissimulada, uma vez que as mulheres teriam maior facilidade em demonstrar publicamente afeto e carinho por suas amigas, não sendo raro vermos amigas abraçadas, de mãos dadas, tomando banhos juntas etc.

Isso significa que os homens de nossa época não costumam demonstrar nesse termos “físicos” o afeto pelos amigos. Correto? Pode até ser, mas o fato é que nem sempre foi assim.

Coincidentemente essa semana eu também tive a grata surpresa de conhecer um site, interessantíssimo, chamado “The art of manliness“. A proposta do site é reviver “arte masculina perdida” e os artigos com ótima recuperação histórica, todos voltados para o homem, são realmente muito reveladores.

No site pude me deparar, por exemplo, com uma coleção de mais de 100 fotos que revelam o afeto masculino em fotografias vintage. As fotografias revelam inúmeras demonstrações de afeto, carinho e amizade entre os homens da época. Isso me fez lembrar sobre a “dissimulação” da homossexualidade feminina, da qual falava o artigo que mencionei acima. Se o artigo estava certo, será que para os homens daquela época era mais fácil exibir seu afeto pelos amigos do mesmo sexo?

Não sei, parece mesmo mais “aceitável” para nossa sociedade que duas mulheres em uma cama não sejam necessariamente lésbicas, mas dois homens vão “comentar”…

Os homens de hoje estão condenados, então, a só beijar e abraçar publicamente avós, mães, crianças e namoradas, caso contrário vão dizer “É muito gay!” ? Se é assim, essa é a prova de que um mundo machista não maltrata apenas as mulheres, mas é cruel também para os homens.

Por essas e outras é que a galeria do artofmanliness.com é muito rica em informações. Lá você verá homens de mãos dadas, um no colo do outro, na mesma cama e abraçados. Enfim, coisa linda de se ver! Ou será que amar o próximo continua sendo démodé?

Segundo diz o site “é uma pena que a homofobia desenfreada da nossa sociedade impeça os homens de hoje de se conectarem entre eles em um nível mais emocional e físico. Exceto quando estão muito bêbados!”

E você? Não é gay, mas já “curtiram com a sua cara” porque você tem uma fotinho no facebook agarrando aquele amigo querido? Manda a fotinho aqui pra mim, quem sabe eu faço outro artigo com o seu exemplo?

5 Comments

  • 24 de maio de 2013 - 12:56 | Permalink

    Raros são os homens dotados de bastante caráter para se regozijarem com os sucessos de um amigo sem uma sombra de inveja.

  • 25 de maio de 2013 - 05:35 | Permalink

    Não. Porque selinhos eu acho que acontece, com a incencia de adolescentes, mais no caso de mulheres entre mulheres e homens entre homens é uma coisa absurda devido o hosexualismo ou lesbianismo, Deus fez o macho e a femea formando casais para crescerem e se multiplicarem. Dois homens , ou duas mulheres, não são casais e sim pares iguais ende cometem ato sexual inlícito. Porisso naão concordo, não tenho preconceitos com os mesmos, mas tenho orado a DEUS para que essa pessoas que se encontram nesta lama tenham a oportunidade de se encontrarem, porque estão simplesmente perdidos e precisam de conhecer JESUS CRISTO, como ser sup5remo que muda vida erradas em VIDAS DÍCNAS, para uma sociedade onde possamos ter orgulho de pertencê-la. Vc que tem esses hábitos negativos procures JESUS ele estar perto de vc, bem dentro de tua mente, é só dar espaço para que o mesmo possa fazer morada em tua vida. desperta, o tempo passa rápido e se vc que tem ou usa desses costumes não pensar direito. Quando o tempo passar e olhar para tráz verá que perdeu coisa belas que a vida nos oferece, entre elas JESUS CRISTO a única fonte de ESPERANÇAS prá tua vida sem sentido. OK?

  • 26 de maio de 2013 - 21:28 | Permalink

    É o que basta para considerarmos que aquela pessoa é má, indiferente, e todos os outros adjetivos ruins que nossa memória possa lembrar.

  • 16 de junho de 2013 - 20:19 | Permalink

    Essas pessoas têm uma capacidade incrível em envolver o outro. À primeira vista, eles podem aparentar-se ingênuos, encantadores e fisicamente atraentes. Eles facilmente entram em jogos de sedução , sendo que o homem com o dom-juanismo pode ser aquele com uma ótima lábia, que conhece muito bem técnicas para atrair e conquistar as mulheres. Eles podem ser muito gentis, educados, amorosos, que vivem a entregar-lhes buquês de flores, presentes, cartas amorosas, elogios entre muitos outros tipos de ações que praticamente toda mulher gostaria de receber e ouvir. Tais conquistas são muito mais eficientes em mulheres com uma baixa autoestima, carentes de afeto, ingênuas ou muito sugestionáveis e influenciáveis. Na mulher com o dom-juanismo, as técnicas são semelhantes. Entretanto, enquanto que, na conquista da mulher, o homem don juan insere inúmeras técnicas no envolvimento emocional, pelo fato das mulheres serem mais suscetíveis às emoções e sentimentos; na conquista do homem, a mulher don juan insere inúmeras técnicas no envolvimento propriamente dito sexual, pelo fato de homens terem um instinto naturalmente mais sexual que sentimental. Elas podem induzi-los a comportamentos sedutores, desde algumas piscadelas e grande simpatia, até uma aparência sexualmente provocante, alternando entre um comportamento falsamente ingênuo ou misterioso. Elas também são exímias em saber do que os homens mais gostam para facilmente seduzi-los. Elas podem fingir-se submissas a eles, fazer grandes elogios, bajular e aderir a comportamentos e ações nas quais os homens consideram de uma mulher ideal. De maneira geral, tendem a fazer de tudo para conseguirem conquistar o outro.

  • 20 de junho de 2013 - 22:45 | Permalink

    É significativo verificar como essa imaturidade parece ser uma característica da atual geração. No nosso mundo altamente técnico e cheio de avanços científicos, pouco se tem progredido no conhecimento das profundezas do coração, e daí resulta aquilo que Alexis Carrel, prêmio Nobel de Medicina, apontava no seu célebre trabalho O homem, esse desconhecido: vivemos hoje o drama de um desnível gritante entre o fabuloso progresso técnico e científico e a imaturidade quase infantil no que diz respeito aos sentimentos humanos.

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    × 9 = cinquenta quatro

  • Publicidade