Ode à musa Clitóris

Para não dizer que não falei mais sobre música e sexualidade:
“Façamos então a nossa Ode à musa,
à parte mais essencial e mais íntima,
aquela que é o nosso alvo primeiro, e básico, e instinto
a nossa música à musa Clitóris.” (Titãs)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


2 + seis =

  • Publicidade