Orgasmos sinestésicos e a necessidade de significar

Sabemos que as palavras significam e a nossa relação com a linguagem não é simples, nem pobre. É complexa, cheia de riquezas, silêncios, sensações, entendimentos, desentendimentos, enfim, cheia de SENTIDOS.

Já reparou que temos um conjunto de termos para determinadas atividades? Pois é, foi exatamente isso que fez a artista Silvie Mexico recolher testemunhos de diferentes homens e mulheres, para compreender melhor como o orgasmo é percebido e designado, nas suas mais diferentes colorações. É uma pesquisa também sobre sinestesia (quando os sentidos se misturam em algum nível). Por isso o site criado pela artista chama-se Synesthesie-orgasmes.

A ideia do site é buscar quais seriam os melhores termos, analogias, neologismos usados para nomear as diferentes sensações vividas durante o orgasmo. Ao expor seu projeto Silvie exemplifica, segundo sua própria experiência, por quais critérios ela caracteriza o seu orgasmo e descreve sete formas diferentes:

1) Duração: curto, longo, contínuo;
2) intensidade: mais ou menos intenso;
3) linearidade: pode ser perfeitamente linear ou conter muitos saltos e sobressaltos.
4) suas camadas: pode ser simples, ser vaginal, ser anal, seu clitoriano, ser múltiplo (clitoriano e vaginal/ clitoriano e anal/ vaginal e anal/ ou os três de uma vez).
5) sua textura: pode ser mais ou menos doce ou violento. Uma sensação que pode ser associada à uma leve carícia na boca, um fio de água correndo docemente ou ter a violência de uma implosão.
6) sua dimensão: pode ser associado a uma dimensão sonoro ou espacial. Os orgasmos, poderão ser muito preciso e agudo ou estridente, como uma flecha, ou mais expansivo, mais surdo e mais impreciso.
7) seu sabor: pode ser associado a sua cor, e com um exercício comparativo mais elaborado aos gostos. Para a artista, por exemplo, os orgasmos clitorianos tendem mais para o vermelho, a partir do amarelo, e passam pelo laranja e roxo. Já o orgasmo vaginal tende pro violeta, passando para o vermelho. O clitoriano ela associa mais ao vinho vermelho Côtes du Rhône, enquanto o vaginal ao Bordeaux.

A ideia do site é, enfim, descobrir como as pessoas nomeiam essas diferentes formas de olhar e sentir os seus orgasmos. O site é francês, mas você pode tentar contribuir, se quiser, respondendo o questionário da artista.

As minhas perguntas, no entanto, não constam nesse questionário, elas surgem da proposta de Silvie e do modo como ela vê os vários orgasmos. Afinal: quantos orgasmos teríamos que ter tido para chegar a essas sete definições? quem aí já teve um orgasmo triplo: clitoriano, vaginal e anal (que peripécias são necessárias para esse feito?) E, por fim, você já teve um simples orgasmo? se você tem mais orgasmos vermelhos de tons alaranjados isso significa exatamente o quê?

Conselho: Na vida, no dia a dia, estamos condenados a interpretar, sempre. Mas o sem sentido também significa, muitas vezes o sem sentido é até mais intenso e duradouro. Portanto, goze agora, amanhã e depois e sinta, apenas sinta, porque talvez, talvez, orgasmo bom seja aquele que você não consegue nomear, o sem sentido, o …deixa pra lá!

Julia Tenório.

One comment

  • Orisvaldo Santana
    28 de setembro de 2013 - 23:30 | Permalink

    ótimo…..

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    cinco × 8 =

  • Publicidade